19 de set de 2015

Como Estrelas na Terra


Oiie galera !
Vamos falar das estrelas ?

Aquelas coisas tão belas que brilham lá no céu e iluminam as nossas noites mais escuras.
As estrelas enfeitam o céu, ajudam a lua, refletem o brilho de quem as olha.
Às vezes eu gosto de pensar que Deus não fez estrelas, ele colocou espelhos no céu. 
Quando você as olha vê o brilho de Cristo que está em você refletidos nela.
Então pense:

Somos estrelas na terra !
Iluminando as vidas mais escuras, mostrando que o mundo não apenas é aquela coisa preta e escura, porque o mundo é isso é um lugar escuro e sem vida que vive apenas esperando o dia de desaparecer. Mas sim, nós somos as estrelas que brilham na terra, na terra escura e sem vida.

Nós refletimos o brilho do que está acima.
Somos espelhos.
Refletindo o brilho de Cristo que resplandece acima de nós.
Somos estrelas na terra.

E inspirada nesse poema, resolvi falar de um filme sobre o qual já comentei várias vezes aqui no blog. Para falar a verdade, foi pensando nele que escrevi esse texto aí em cima.
Pensando na essência do filme. 

Como Estrelas na terra

Sinopse: É a história de uma criança que sofre com dislexia e custa a ser compreendida. O jovem Ishaan, não consegue acompanhar as aulas ou focar sua atenção, e é tratado com muita rudeza por seu pai. Após serem chamados pela escola, o pai decide levá-lo a um internato, atitude que leva o pequeno a entrar em depressão. Um professor substituto de artes, Nikumbh, logo percebe o problema de Ishaan, e entra em ação com seu plano para devolver a ele a vontade de viver.

Trailer


Minha Opinião


Ishaan é um garotinho muito alegre e espontâneo que adora brincar, inventar coisas e desenhar.
Porém ele sofre de dislexia e custa a aprender as coisas na escola - se é que aprende algo. Já o seu irmão muito diferente dele é maravilhoso em todas as matérias e sempre tira notas boas, o que faz seus pais e professores acharem que o fato do pequenino não aprender é pura preguiça. 
E tentando pressionar o filho para fazer-lo aprender o pai o manda para o internato o que causa depressão ao pequenino que não quer mais desenhar, raramente fala, chora muito antes de dormir e etc. Os professores da nova escola, negligentes a dificuldade do menino o castigam sem dó nem piedade. Até que aparece um novo professor na escola, que, por trabalhar com crianças deficientes percebe a dificuldade do menino e começa o ajudar tentando livra-lo da bolha em que se encontra  e faze-lo aprender da maneira mais fácil e divertida possível.

Bom, eu sou completamente apaixonada por esse filme, o único detalhe dele é que não é dublado, mas mesmo assim vale a pena.
È um filme muito emocionante e que nos faz ver que todos somos importantes ! Eu sou completamente apaixonada por Ishaan e pela criança que ele é. Eu simplesmente amo esse filme, ele é muito maravilhoso e incrível e eu recomendo a todos que o assistam.
Eu achei um comentário sobre o filme,eu não lembro o nome da menina mas enfim, os créditos são dela:  

Alguém me empresta um lencinho?! 
Uma simples palavra que "traduz" este filme: Sensibilidade. 
Olhares bravos, palavras duras, falta de tato, dedos que apontam e o menino sente... Sente dor. Dor que machuca, dilacera, que traz incompreensão...
Um novo olhar. Um olhar sensível e atento. Um olhar que conversa com os pais. Um olhar que traz uma nova perspectiva para os professores.Um olhar que instiga os outros alunos. Um olhar que aflora as habilidades do menino. E o menino? Ah, o menino sorri... E uma cálida lágrima cai dos meus olhos. 
Que filme inspirador!

O filme está disponível no You Tube e antes de terminar esse post quero deixar uma música que o Ishaan canta quando vai para o internato e aposto que você vai se emocionar !


Beijoos e
Até o próximo post !

4 comentários:

  1. Tô em lágrimas aqui com esse filme...
    Com certeza vou assistir ele >^_^<
    Chorei com a musiquinha!
    Ahhh! Indo assistir!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também já chorei muito por conta dele !
      Que bom, San !
      Enquanto eu procurava o vídeo com a música e ouvia para ver se realmente era aquela chorei horrores também !
      Beijos, San !

      Excluir
  2. Eva indiquei você para uma tag do meu blog http://controledavida2.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir